“Será a primeira mudança desde a fixação do limite em 1991”.

* http://www.diariodepernambuco.com.br | 16/06/2017

 

 Um problema antigo dos viajantes brasileiros volta a discussão. O limite de US$ 500,00 para compras efetuadas em viagens internacionais parece estar sob análise. O valor máximo de isenção para gastos em free shops pode ser alterado em breve.

O pedido foi feito pela empresa Dufry, empresa que controla os free shops e tem 33 lojas nos maiores aeroportos do Brasil. A empresa pediu ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços apoio à proposta de dobrar a cota para as compras.

A Receita Federal, no entanto, parece ser o maior empecilho para a alteração. O fisco não deseja abrir mão da grande arrecadação de impostos decorrente das compras. Apesar da resistência, a rede argumenta que o aumento da cota pode trazer um acréscimo de R$ 320 milhões em tributos que incidem sobre o faturamento das lojas. Além disso, a empresa, na barganha, promete inaugurar uma seção exclusiva de produtos brasileiros em suas mais de 2 mil lojas espalhadas pelo mundo.

O presidente do grupo Dufry na América do Sul, Humberto Mota, esteve com o Ministro Marcos Pereira, recentemente, para tratar do tema.

Quanto custa um ERP?

Final da TV Analogica

Os pilares da Inovação de Marca