Dropbox e Google Drive estão suscetíveis a ataques de hackers; saiba como garantir a segurança de seus documentos.

 

*Por Luciana Anselmo | www.techtudo.com.br | 16 de Junho 2017

 

 

Serviços de armazenamento na nuvem, como o Dropbox e Google Drive, servem para guardar seus arquivos em servidores online. Isso ajuda o usuário a ter acesso a documentos em qualquer lugar e a ter espaço extra no celular e no computador.

Apesar da conveniência, é preciso ter cautela, já que o site pode sofrer ataques de hackers ou sua conta pode ser invadida por alguém. Veja abaixo nossas dicas para proteger seus arquivos online de maneira efetiva.

Escolha um serviço na nuvem confiável

O primeiro fato a ser considerado é o serviço na nuvem que você usará para armazenar seus arquivos online. Há muitas opções disponíveis atualmente, mas algumas delas são mais conhecidas e confiáveis, além de oferecerem métodos sofisticados de segurança.

Outro ponto importante é saber se o serviço escolhido já foi alvo de hackers no passado. Isso é algo bem comum e mesmo serviços populares, como o Dropbox, já foram invadidos e milhões de senhas de usuários vazaram na internet.

Dentre os mais usados, o OneDrive é mais indicado para os usuários do Windows por causa da integração oferecida pela Microsoft; o Google Drive funciona bem para usuários de celulares Android ou para quem utiliza os documentos e planilhas online que o serviço oferece; já o iCloud é a melhor escolha para donos de iPhone (iOS); o Mega é uma boa opção para quem procura segurança extra e planeja ter seus arquivos criptografados; enquanto o Dropbox continua sendo o melhor serviço para quem quer algo simples de usar.

Crie uma senha complexa

A melhor maneira de impedir que alguém consiga entrar em sua conta é criar uma senha complexa e difícil de adivinhar. Para isso, você deve evitar combinações óbvias, como “12345” ou “abcdef”, ou palavras que tenham alguma relação com sua vida ou gostos pessoais.

O ideal é misturar letras maiúsculas e minúsculas com números e símbolos especiais. A combinação não precisa fazer sentido ou significar algo específico, mas é importante que você consiga lembrar dela depois. Também não use a mesma senha em mais de um site, já que se alguém a descobrir, não terá como usá-la em outro lugar.

Use a autenticação em duas etapas

Para não depender apenas de uma senha, você pode usar um login com verificação de duas etapas. Esse recurso requisita um código especial, que pode ser enviado para o seu smartphone ou e-mail, além da sua senha.

Atualmente, essa é uma funcionalidade nativa dos grande serviços de nuvem, mas você também pode usar aplicativos autenticadores, como o Google Authenticator, por exemplo.

Prepare-se para imprevistos

Não dá para prever se você perderá seu smartphone ou se o notebook será roubado algum dia, mas é fundamental que você se prepare para imprevistos desse tipo.

Para evitar que senhas e arquivos sejam comprometidos nestas situações, lembre-se de nunca salvar senhas no navegador de Internet, de apagar seu histórico e de sair de sua conta no serviço de nuvem quando terminar de usá-lo.

Use a criptografia em seus arquivos

Mesmo que alguém tenha acesso aos seus arquivos online, você pode garantir que o invasor não consiga visualizá-los. Isso é possível através da criptografia, que codifica o arquivo de maneira incompreensível para quem não possui a chave ou código certo.

Esta chave deve ser mantida com bastante sigilo, então é preferível que você a anote em um papel e guarde em um lugar seguro. Serviços de nuvem como o Mega oferecem a criptografia de maneira nativa, mas você mesmo pode realizar este processo com softwares como o VeraCrypt e o Predator.

Tenha um backup offline

Há quem armazene seus arquivos em serviços de nuvem especificamente para ter um backup online de fácil acesso. Considerando os possíveis problemas que mencionamos, é recomendado que você tenha um backup offline também.

Ele pode ser armazenado no seu computador, em um HD externo, no pendrive e até em cartões de memória. Desta forma, caso os servidores online saiam do ar por tempo indeterminado ou se você ficar sem acesso à Internet, não correrá o risco de ficar sem seus arquivos importantes.

Evite redes públicas de Wi-Fi

Por mais tentador que seja, evite as redes públicas de Wi-Fi quando for fazer o upload ou download de um arquivo na nuvem. Além destas conexões serem muito lentas no geral, elas também não são seguras.

Há maneiras de se proteger quando estiver conectado à estas redes gratuitas, mas o envio de arquivos não é aconselhado mesmo assim. Alguém pode facilmente usar brechas de segurança para interceptar seus documentos e dados, então é melhor não arriscar.

Quanto custa um ERP?

Final da TV Analogica

Os pilares da Inovação de Marca