ANO 04 – INFORMATIVO Nº 35 – GLOBALBLUE

Operadora testava o serviço em quatro cidades. Até o final de setembro mais dez terão acesso à oferta, que recebeu o nome de TIM Casa Internet. Velocidades são de 2 Mbps e 4 Mbps. Franquias são de 50 GB e 80 GB.

*Rafael Bucco | telesintese.com.br | 5 de Stemebro de 2017

 

A TIM anunciou nesta terça-feira, 05, que vai lançar comercialmente um serviço de acesso à internet banda larga para residências. A grande diferença de outros serviços será a forma como será a conexão: todo o acesso se dará por LTE (4G).

Quatro cidades já têm a oferta do serviço: Rio Verde (GO), Campo Grande (MS), Águas Lindas de Goiás (GO) e Rio Branco (AC). Outras 10 serão adicionadas à lista ainda neste mês de setembro. São elas: Uberlândia (MG), Uberaba (MG), Petrolina (PE), Maceió (AL), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Aracaju (SE), Palmas (TO), Cuiabá (MT) e Várzea Grande (MT) poderão contratar o TIM Casa Internet.

A previsão da empresa é que a cobertura chegue a 80 cidades no primeiro trimestre de 2018.

O serviço foi batizado de TIM Casa Internet. Os executivos da empresa acharam melhor separar a oferta LTE residencial da banda larga fixa, vendida sob nome de TIM Live. O motivo seria a diferença nas velocidades. Enquanto o novo produto pode ser contratado com 2 Mbps ou 4 Mbps, o antigo é de ultra banda larga, e começa nos 35 Mbps.

“Estamos unindo essas duas expertises para levar conexão aos domicílios de cidades de pequeno e médio porte, atendendo a uma demanda reprimida nestes locais. Nos municípios onde realizamos o ‘soft launch’, 80% dos novos clientes afirmaram que estavam contratando a primeira internet da sua casa, o que reforça o caráter inclusivo do produto”, conta Fabiano Ferreira, diretor de Residential Solutions da TIM Brasil.

O produto foi anunciado, ainda sem nome, há cerca de um ano, pelo CEO da empresa, Stefano de Angelis. Na época, disse que o futuro do negócio residia na construção de redes híbridas, e que o LTE seria usado em versão residencial e pessoal.

Características

Ao contratar, o cliente recebe um kit que contém chip de dados 4G, modem e fonte de alimentação AC. Deve inserir o chip no modem e ligar o aparelho na tomada para começar a navegar.

O pacote de 2 Mbps de velocidade de download e upload custa R$ 93,90 mensais. O de 4 Mbps de velocidade de download e 2 Mbps de upload sai por R$ 119,90 mensais.

Ambos possuem franquia, de 50GB e 80GB, respectivamente, mas a conexão não é interrompida quando ela acaba. O cliente mantém a navegação com velocidade reduzida – não revelada ainda pela empresa.

As vendas acontecem pelo site da empresa e pelo modelo porta a porta. Em breve, também as lojas da operadora terão os modem à disposição.

Quanto custa um ERP?

Final da TV Analogica

Os pilares da Inovação de Marca