O Brasil está entre os cinco países finalistas para testar o serviço de compartilhamento de aeronaves do Uber nos próximos cinco anos, anunciou a empresa nesta quinta-feira.

 

As cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, que têm grandes frotas de helicópteros e são dois dos maiores pólos do aplicativo no mundo, teriam a demanda necessária para o serviço do Uber Air, disse o aplicativo em comunicado.

Austrália, França, Índia e Japão também estão entre os candidatos para testar o uso de veículos elétricos de decolagem e aterrissagem vertical.

O Uber Air está sendo desenvolvido em parceria com fabricantes de aeronaves, empresas de tecnologia, entre outros setores, disse a empresa em comunicado.

Em maio a Embraer apresentou o conceito de um veículo voador elétrico para transporte urbano destinado ao projeto do Uber.

O serviço aéreo faz parte do programa Uber Elevate e será testado nas cidades norte-americana de Dallas e Los Angeles, e em uma terceira em outro país.

O aplicativo busca por uma cidade com mais de 1 milhão de pessoas na qual possa trabalhar junto com o governo, também será importante a estrutura para as operações do novo serviço.

Em paralelo ao compartilhamento de veículos aéreos, o Uber também pretende fazer entregas de comida com drones.

Quanto custa um ERP?

Final da TV Analogica

Os pilares da Inovação de Marca